Marco César Castella

Castella

Marco César Castella

 

As políticas de investimentos dos fundos de pensão indicam aumento no risco da carteira diante dos juros nas mínimas históricas, Selic à 2,00% aa e previsão do IPCA para os próximos anos em torno de 3,50%, pressionando a meta atuarial (IPCA + 5,51%) e impondo um desafio para Fibra. A Fundação deverá se preparar para esse ambiente competitivo e de diversificação de ativos necessária. Devemos nos transformar, modernizando estratégias e modelos de gestão.

 

Qualificação e experiência

Graduado em Engenharia Elétrica, com mestrado em Engenharia de Produção, especialização em Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica e Certificação CPA-20 (ANBIMA).

Em Itaipu atuei como:

  • Superintendente Adjunto de Manutenção;
  • Gerente do Departamento de Engenharia de Manutenção;
  • Gerente da Divisão de Montagem Eletromecânica;
  • Assistente do Departamento de Engenharia de Manutenção;
  • Engenheiro na Divisão de Engenharia de Manutenção Eletrônica.

Outras atividades desempenhadas:

  • ITAI – Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação como diretor (3 anos) e diretor-presidente (4 anos);
  • OBS-FI – Observatório Social do Brasil de Foz do Iguaçu (desde 2019) e, atualmente, como vice-presidente para assuntos de controle social;
  • Fibra - Membro do Comitê de Investimento (abr/18 à mar/21).