Editorial

Quero comentar nesta edição minha experiência ao participar como debatedor do Encontro Nacional de Comunicação, Relacionamento e Educação dos Fundos de Pensão, promovido neste mês pela ABRAPP, em Brasília. Na oportunidade, reforcei a importância dos gestores de fundos de pensão de priorizar seu relacionamento com os participantes.

O foco da mensagem foi o “importante é se importar”, ou seja, cada colaborador, cada dirigente, cada conselheiro de fundos de pensão deve estar imbuído do espírito de servir os participantes da melhor forma possível. Isso significa se comprometer e envidar esforços visando como resultado a sustentabilidade dos planos.

Também falei sobre o formato de atuação da Fibra, que concilia o atendimento digital (por meio do site, aplicativo para celular, etc.) com o atendimento individualizado (pessoal ou por meio do 0800).

Nossa ideia é atingir públicos distintos e fugir da estrutura massificada e despersonalizada dos abomináveis call centers. Nesse sentido, destaquei ainda as formas que temos trabalhado para manter e ampliar a relação de confiança entre os Participantes e a estrutura de gestão da Fibra (conselhos, diretores, equipe técnica), para que as estratégias possam ser definidas e implementadas adequadamente.

E por fim, falei sobre a importância da sinceridade e da transparência na construção dessa relação de confiança, que, no caso da Fibra, é evidenciada pelos elevados índices de confiança presentes na Pesquisa de Satisfação (80,9% ativos e 92% assistidos), que realizamos desde 2000.

Sílvio Rangel

Diretor-superintendente

Aviso direitos autorais